OS INSTRUMENTOS MORTAIS - CIDADE DE VIDRO


Depois de ler Cidade de Vidro cheguei a conclusão de que a Cassandra Clare é ótima em finais. Mesmo não gostando tanto do terceiro livro tenho que admitir que a série em si é muito boa. Acho que foi por isso que eu demorei mais de um mês pra ler ele e fiquei bem decepcionada em alguns momentos do livro, já que eu tinha muitas expectativas nele.
A história começa com a Clary querendo ir de qualquer jeito para Alicante a procura de um feiticeiro que poderia despertar do coma, enquanto Jace faz de tudo pra ela não ir fazendo até o Simon parar Idris por acidente. Inconformada, cria um símbolo abrindo um portal que dá a Alicante. Ela passa pelo portal e junto com ela, o Luke vai junto.
Lá ela tenta encontrar o Jace e o pessoal que estão na casa de uma família amiga. Chegando na casa, ela sai a procura de Jace e o pega no maior amasso com a Aline, que é uma personagem super sem sal. Nesse mesmo momento Clary tem o primeiro contato com o Sebastian, que na minha opinião foi muito mal explorado no livro. Ele tenta se envolver com ela e até rola um beijo mal dado, mas os sentimentos por Jace batem mais forte.
A Clary depois de um tempo conseguiu descobrir a localização do livro branco que continha a poção capaz de fazer a mãe dela despertar. Com a ajuda de Jace, eles entram na antiga casa onde Jace foi criado e conseguem o livro. E não é só o livro que eles conseguem, mas descobrem um anjo que estava sendo mantido preso por Valentim há anos e que o sangue que corria no sangue que corria no corpo de Jace era de um Demônio, o que depois eles descobrem quera mentira. Clary liberta o Anjo que se mata e a casa desaba. No meio dessa confusão Jace e Clary quase transam.
Quando eles voltam, a cidade está sendo atacada por um exército de demônios a mando de Valentim. Nessa confusão o Max é morto, o Simon é libertado da prisão, pois ele foi preso logo depois que chegou a Alicante, descobrem que
Hodge ta vivo, mas logo é morto por Sebastian que se revela um aliado de Valentim.
Bom, a clave fica um caos completo. Eles ficam desesperados sem saber o que fazer até que Clary mostra a eles seu poder e um símbolo capaz de fazer integrantes do submundo e os caçadores de sombra lutarem juntos.
Ai acontece uma pequena luta final que não tem muito destaque. O foco é na aparição do anjo Raziel que concede um desejo a Clary e mata o Valentim. O desejo dela é que o Jace voltasse a viver, já que ele foi morto pelo Valentim.
O final não decepcionou tanto já que na terceira parte do livro o Alex finalmente beija o Magnus; a Jocelyn conta a Clary que ela e o Jace não são irmãos e ainda no final começa um relacionamento com o Luke (finalmente!!!) pesar de merecer uma declaração de verdade da parte dos dois, pois só o Luke fala e ela só dar a entender; O submundo ganha um representante de cada raça na bancada da Clave, fazendo com que tudo fique em paz; A festa que eles fizeram depois de tudo, mostrou como o relacionamento de todos ficou depois que Valentim foi destruído. O grande lance é que o amor entre Clary e Jace passaram por tantas provas que foi bem merecido os dois terminarem Cidade de Vidro vendo os fogos de artifícios juntos.

Eu aconselho quem não leu ler, pois mesmo com tudo o que eu achei é um livro que vale apena ler porque é uma história que vale a pena você viver, mesmo que seja na imaginação.

- Maah

0 comentários:

Postar um comentário

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré